PROGRAMA DE INCENTIVO À INOVAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS

Betina Werwitzke, Deyse Carla Maes de Barón, Fernando Henrique Fagundes, Tayana Melo Rabelo, Antoninho Caron

Resumo


O objetivo deste artigo é evidenciar a relação existente entre o crescimento de um país e o investimento deste em pesquisa e desenvolvimento. A importância da inovação como agente transformador do conhecimento em desempenho econômico oferece às empresas fatores de competitividade, enquanto o mapeamento dos benefícios e incentivos concedidos às empresas brasileiras fomentam inovações, na concepção de seus processos e/ou produtos. O tipo de pesquisa é exploratória, enquanto os procedimentos contemplam a revisão bibliográfica e a pesquisa documental, concentradas numa revisão dentro do regulamento legal do país. Como resultado, observa-se que a relação entre o conhecimento científico e a capacidade de inovação tecnológica posiciona as nações que mais investem em pesquisa como líderes mundiais. A globalização obriga os setores público e privado a se adequarem para suprir as necessidades do mercado e obter crescimento econômico, tendo forte relação com o investimento em pesquisa e desenvolvimento e em inovação. O Brasil ainda está em fase de amadurecimento, no entanto, inúmeras políticas de fomento à inovação são apresentadas, as quais garantem o crescimento econômico do país, sendo possível perceber sua importância para estimular a inovação nas empresas.

Palavras-chave


Inovação. Pesquisa e Desenvolvimento. Desempenho Econômico. Empresas. Fatores de Competitividade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários